Categorias
Curiosidades

Livros mais vendidos do Brasil em 2019

Apesar de editoras brasileiras terem passado por crises econômicas recentemente, o país conseguiu sobreviver no cenário da literatura e voltou a se reerguer no último ano. Veja os livros mais vendidos do Brasil em 2019.

Mercado editorial

2018 foi o pior ano da história do mercado editorial do país, grandes redes de livrarias como a Cultura e a Saraiva precisaram aprovar plano de recuperação judicial.

Com isso, estão conseguindo driblar o impacto da crise e a perspectiva é de colocarem em dia suas obrigações, daqui em diante.

Além disso, a crise geral nessa indústria já acumula perda de 25% de faturamento nos últimos 13 anos.

Ou seja, não é de hoje que esse problema vem começando.

No entanto, mesmo com esse cenário, uma série de livros conseguiram se tornam best-seller no Brasil e alcançaram o topo das vendas.

A lista de livros mais vendidos do Brasil

Na lista de livros mais vendidos do Brasil estão diversos gêneros, como ficção, não-ficção, biografia, autoajuda e muito mais.

1. O conto da Aia, de Margaret Atwood

Esse livro é o primeiro da sequência que conta com Os Testamentos, como continuação.

Além disso, a obra foi escrita em 1985 pela autora canadense., mas passou a estar no topo das vendas no Brasil e no mundo, recentemente.

A obra é um romance distópico e narra um cenário onde mulheres são vítimas de opressão e se tornam propriedades do governo.

O livro ganhou nova capa para a volta às prateleiras, que é assinada pelo artista Laurindo Feliciano.

Livros mais vendidos do Brasil em 2019

2. A Garota do Lago, de Charlie Donlea

A obra se passa em uma cidade pequena localizada entre montanhas e envolve o assassinato de uma estudante de direito em uma das casas pacatas e distantes da cidadela.

Ademais, o enredo continua com uma repórter que descobre o acontecido e resolve ir até a cidade para investigar o assassinato.

3. A sutil Arte de Ligar o F*da-se, de Mark Manson

Esse livro já esteva entre os mais vendidos do Brasil no ano de 2018 e conseguiu permanecer na lista em 2019.

Nessa obra, o autor utiliza sua sagacidade e um olhar crítico para oferecer um novo caminho para uma vida melhor.

Além disso, ele faz uma abordagem inteligente e franca de diversos assuntos que podem ajudar você a descobrir e entender o que realmente importa na sua vida.

O livro está entre os títulos de desenvolvimento pessoal e autoajuda e segue entre os mais vendidos do país.

4. O Milagre do Amanhã, de Hal Elrod

Esse é um best-seller que também se encontra na posição dos mais vendidos no país.

Esse livro fala dos benefícios de acordar cedo e desenvolver as habilidades e potenciais.

O autor aborda o método que diz ser eficaz e simples que vai proporcionar a você a vida dos sonhos, antes das 8 horas da manhã.

Além disso, esse livro propõe mudanças de hábitos que prometem proporcionam melhorias significativas em vários pontos da vida, como na felicidade, saúde, nas finanças, relacionamento e até mesmo na área da espiritualidade.

5. O Homem de Giz, de C.J. Tudor

Esse livro é uma excelente trama para quem gosta de Stephen King e Stranger Things.

A obra altera a história entre presente e passado com muita habilidade e é reconhecida por oferecer suspense de alta qualidade.

A obra traz personagens muito bem construídos, com mistérios de falhar o fôlego e conta com reviravoltas que fazem o leitor se surpreender.

A história fala sobre Eddie e seus amigos. Esses personagens passam os dias andando de bicicleta ao redor da vizinhança pacata.

Entre eles, há um código que utilizam para comunicação. Esse código é feito a giz e utilizam homenzinhos rabiscados no asfalto. Mas essas mensagens somente eles entendem.

Acontece que um desenho misterioso leva os personagens a encontrarem algo assustador e misterioso, que mudo tudo e nada mais é como antes.

6. A Revolução dos Bichos, de George Orwell

Essa obra é considerada um clássico e foi escrita por um dos escritores mais influentes do século XX.

O livro é uma fábula sobre o poder e narra a insurreição dos animais que vivem em uma grande, contra seus donos.

Além disso, a revolução acaba se tornando uma tirania que oprime ainda mais os humanos.

O autor escreveu essa obra enquanto ocorria a Segunda Guerra Mundial e foi publicada em 1945.

A obra não foi aceita por muitas editoras da época, pois faz claras referências a figuras e acontecimentos políticos.

No entanto, com o acirramento da Guerra Fria, as razões pelas quais as editoras não queriam o livro, fizeram com que a publicação fosse utilizada no Ocidente.

Bem, o fato é que décadas e décadas após sua publicação, a obra está entre os livros mais vendidos do Brasil em 2019.

7. Essa Gente, de Chico Buarque

O livro está entre os mais vendidos do país e possui a narrativa acerca de escritor decadente que está enfrentando uma dura crise afetiva. Além disso, o Rio de Janeira está em colapso a sua volta.

A obra é uma tragicomédia urgente e é a primeira obra que Chico Buarque encara o Brasil se agora.

Ademais, a estrutura do livro é de diário, reflexão sobre a linguagem. E isso é uma marca do autor.

Chico Buarque mistura as fronteiras entre imaginação, vida, delírio e sonho e constrói uma narrativa muito engenhosa.

Além disso, as entrelinhas do livro descortinam as contradições de um país fraturado.

Outrossim, e autor é dono de várias obras marcantes e que fizeram história nas últimas décadas do país.

8. A Princesa Salva a Si Mesma Neste Livro, de Amanda Lovelace

Essa obra ganhou o prêmio Goodreads Choice Award, de melhor leitura do ano, que é uma categoria eleita pelo público.

Além disso, a obra conta com empoderamento e amor em versos que levam os contos de fada a uma outra realidade, que é a realidade feminina do século XXI.

A obra tem uma narrativa direta, objetiva, com temática contemporânea e em forma de poesia.

Ademais, essa narrativa possui comparação com o fenômeno editorial Outros Jeitos De Usar a Boca, de Rupo Kaur.

Entre os livros mais vendidos do Brasil em 2019, é um livro sobre amor, perda, sofrimento, empoderamento e redenção. Sendo uma ótima indicação de leitura para, assim como todos os livros mencionados até aqui.

Categorias
Curiosidades

18 curiosidades sobre livros que você nunca imaginou

Quem gosta de ler geralmente tem interesse e curiosidade sobre muitos temas. Mas os próprios livros possuem suas próprias curiosidades e peculiaridades. Por isso, descubra 18 curiosidades sobre livros que vão despertar seu interesse!

Curiosidades sobre livros

Antes de mais nada, os livros são itens que possuem longa história, tanto do ponto de vista individual, onde cada um conta uma história própria, quanto do posto de vista histórico.

Por isso, há muito do que se falar e comentar sobre as curiosidades desses objetos que não servem só de enfeite nas estantes, longe disso.

São itens que são responsáveis por formar cultura e muito conhecimento na vida de milhões de pessoas diariamente, o que é tarefa e tanto.

1. Primeiro livro

A primeira curiosidade sobre livros que você vai descobrir é sobre quando o primeiro livro foi descoberto.

O primeiro livro que se tem notícia, até os dias atuais, foi encontrado em 868 d.C. e é um compilado de textos budistas.

Além disso, a produção desse livro foi creditada aos chineses e a técnica que utilizaram para formar o livro e registrar o que queriam contar, foi a técnica de entalhar as letras em pequenos blocos de madeira e, após, decalcar sobre o papel.

2. Primeiro livro impresso

Ademais, já falando em termos de livro impresso, o primeiro livro que se tem notícia é a Blíblia de Gutenberg.

Ademais, a finalização dessa bíblia ocorreu em torno de 1455 e foi feita por Johannes Gutenberg, que também foi a pessoa que inventou a prensa de tipografia.

Antes de Gutenberg realizar a impressão, existia uma cópia escrita em latim e o exemplar era datado de 380 d.C.

3. Primeira obra editada no Brasil

Ainda falando de tempo, mas com relação ao Brasil, o primeiro livro que foi editado no país foi a obra Marília de Dirceu, de Tomás Antônio Gonzaga, em 1808.

4. Livros da Idade Média eram quase sempre religiosos

Muitos dos livros da Idade Média falavam de assuntos de cunho religioso. E o motivo faz todo sentido, pois quem fazia os manuscritos através de pergaminhos e papiros, eram monges.

Além disso, os manuscritos tinham ótima qualidade, pois esses monges tinham talento para desenhos.

5. Biblioteca Real de Alexandria continha em torno de 700 mil rolos de papiro

A biblioteca Real de Alexandria é considerada como uma das maiores bibliotecas que existiu no mundo antigo.

Além disso, era o centro cultural do mundo entre os séculos III a.C e IV d.C.

Ademais, a vastidão de pergaminhos era motivada pois o lema da biblioteca era adquirir um exemplar de cada manuscrito existente na face da terra.

6. Primeira biblioteca pública do Brasil foi na Bahia

Até 1811 o Brasil não possuía nenhuma biblioteca pública. Mas nesse ano, através de iniciativa popular, foi criada a primeira na Bahia.

7. A UNESCO diz que o ideal é ter uma livraria para cada 10 mil pessoas.

Infelizmente, essa recomendação não surtiu efeitos no Brasil. Pois aqui há somente 2.700 livraria a cada 70.000 habitantes.

8. A autora que já foi mais traduzida é Agatha Christie

Essa informação é dada pela UNESCO, que garante que a autora já teve cerca de 7.000 versões traduzidas de suas obras.

Além disso, entre essas obras que foram tantas vezes traduzidas para uma grande diversidade de países, estão peças teatrais, contos e romances.

Curiosidades sobre livros

9. O maior livro do mundo é do Brasil

O maior livro que existe no mundo, em termos de dimensões, é uma versão feita do livro O Pequeno Príncipe.

Essa versão gigantesca, com cerca de 2 metros de altura e 3 metros de largura, foi lançada no Rio de Janeiro, em 2007, na Bienal do Livro.

10. O mais jovem autor a publicar um best-seller tinha 15 anos

Christopher Paolini era um adolescente de 15 anos quando publicou o livro chamado Ciclo – a Herança.

Esse livro já alcançou a marca de 20 milhões de exemplares vendidos, o que caracteriza o autor como um autor de uma obra que virou um best-seller.

11. A autora mais velha tinha 90 anos

Em contrapartida ao fato anterior, Bertha Wood foi a autora mais velha já publicada. Ela iniciou a escrita de suas memórias aos 90 anos.

Ademais, 10 anos depois, no aniversário de 100 anos, no ano de 2005,  autora publicou sua obra.

12. Hobbit foi escrito para os filhos de seu autor, Tolkien

Um dos livros mais famosos do mundo não foi escrito com a intenção de ser publicado. Pelo contrário, o escritor escreveu a obra para seus filhos.

Porém, depois de emprestar o livro para um amigo, Tolkien foi convencido por uma terceira pessoa que era editora e acabou aceitando que o livro fosse publicado.

13. O recordista mundial de venda de livros é um brasileiro

O recorde de venda mundial de livros está com um brasileiro, o autor Paulo Coelho.

Além disso, o número é extremamente impressionante, cerca de 150 milhões de exemplares segundo apuração de 2014.

14. Alice no País das Maravilhas já foi proibido em um país

Na China, essa obra tão conhecida e aclamada já foi considerada proibida.

A proibição existia pois o livro tinha personagens que eram animais e que falavam.

15. Todos os livros de Harry Potter foram escritos a mão.

A autora de Harry Potter, J.K. Rowling escreveu todos os livros à mão.

16. 400 longas já foram produzidos com inspiração em Shakespeare

Shakespeare é campeão de interpretação nos cinemas, já tendo sido interpretado por certa de 400 vezes ao longo dos anos.

17. O livro mais caro do mundo tem o valor de R$153 milhões de euros

Em reais, o livro custa, atualmente, em média R$888 milhões. Além disso, o mais intrigante é que esse livro só possui 13 páginas.

18. A saga Harry Potter divide o posto de livro mais lido do mundo com a bíblia e com O Livro Vermelho, escrito por Mao Tsé-Tung.

A bíblia é um dos livros mais antigos do mundo, portanto, qualquer livro que consiga o mesmo número de leitores, não é menos do que um feito e tanto.

Considerações finais

Diante de tantas curiosidades sobre livros, você deve ter ficado surpreso com muitas delas. Isso só confirma a grandiosidade e a carga histórica que os livros possuem, já que contam com peculiaridades e informações passadas de geração a geração.

Categorias
Curiosidades

Kindle vale a pena? Qual é o melhor aparelho?

Quem é amante de leitura provavelmente já se deparou com estantes cheias de livros e sem espaço para guardar os novos. Mas isso não é mais um problema, pois hoje em dia existe o Kindle, mas o Kindle vale a pena? Qual é o melhor aparelho?

O kindle é um aparelho desenvolvido exclusivamente para leitura. Nele é possível armazenar e ler centenas de livros. Mas a pergunta vem novamente, o kindle vale a pena? Qual é o melhor aparelho? Descubra a resposta com essa publicação!

Como funciona um kindle?

O aparelho é um leitar de livro digital e é fabricado para proporcionar uma leitura confortável e adequada.

A empresa criadora do kindle é a Amazon, uma das empresas que possui maior índice de venda de livros do mundo. E isso tanto na forma física quanto digital.

Além disso, alguns anos atrás, em 2014, a empresa foi responsável pela venda de 63% de todos os livros que foram comprados online e 40% dos livros comprados em geral.

Ou seja, não é de se estranhar que a empresa tenha resolvido investir em tecnologia para transformar o mercado de consumo de livros digitais.

A partir disso, o kindle foi criado com uma interface simples e intuitiva, o que faz toda a diferença na utilização do aparelho.

Kindle vale a pena? Qual é o melhor aparelho?

Sim, um kindle vale muito a pena e para responder a essas perguntas de forma mais detalhada, é preciso mencionar algumas informações.

Forma de armazenamento

Dentro de um kindle o leitor consegue armazenar diversos livros ao mesmo tempo e acessar todos eles de onde estiver. Isso porque, após baixar os arquivos, não preciso estar conectado à internet para ler.

Os livros chegam ao kindle através de uma espécie de Netflix para livros virtuais.

Além disso, a Amazon desenvolveu uma loja de livros virtuais que é integrada ao aparelho. Com isso, você consegue encontrar todos os títulos publicados no formato virtual.

E esses títulos podem ter preços variados, inclusive serem gratuitos, dependendo de cada livro.

Lojas virtuais

Através de um kindle você pode acessar planos de assinatura dessas lojas virtuais. As duas principais e criadas pela Amazon, são a Prime Reading e o Kindle Unlimited.

Com o Kindle Unlimited você utiliza todo o catálogo de livros virtuais pagando um valor mensal fixo de R$19,90.

Além disso, o Prime Reading possui um catálogo um pouco menor, mas com R$9,90 por mês dá acesso a todos os livros do acervo.

Kindle vale a pena qual é o melhor aparelho

Tecnologia específica para leitura

A tela do aparelho é desenvolvida para proporcionar uma leitura parecida com a de um livro físico, de forma que a claridade e definição são pensadas com prioridade.

Ademais, a partir daqui podemos falar dos tipos de kindle e qual o melhor.

O melhor kindle

Antes de mais nada, há versões diferentes e fabricantes diferentes, portanto, saber escolher o que funciona melhor para suas necessidades, é essencial.

Kindle Osis 8GB – Amazon

Esse é o melhor kindle do mercado, sendo referência entre os equipamentos do gênero.

E essa preferência ocorre por conta de vários fatores que permitem uma experiência de leitura incrível e muito confortável.

  • Tela antirreflexo de 7 polegadas
  • Espessura fina;
  • Iluminação embutida com sistema de sensor que adapta a luz e a temperatura da luz conforme a necessidade do ambiente;
  • À prova d’água;
  • Peso de 188 gramas;
  • Conexão USB e WI-FI
  • Lê formatos: TXT, MOBI, PDF, DOC, HTML E DOCX

Todas essas características, em especial as características de tela, são desenvolvidas para que você tenha uma experiência de leitura o mais próximo possível de um papel.

Ademais, isso é fundamental para evitar o cansaço dos olhos, o que acontece muito quando lemos na tela de um celular, ou computador, por exemplo.

Com a tela antirreflexo, você pode ler em qualquer lugar, até mesmo na rua, que não terá problemas de não conseguir ler, pois não haverá reflexo.

Ademais, por ser fino e muito leve, você pode ler por quanto tempo quiser, sem cansar as mãos ou precisar apoiar em algum lugar.

Esse modelo, no site da Amazon custa em torno de R$1.149,00. Pode se não ser o modelo mais barato, mas é o melhor modelo.

Kindle Paperwhite 8 GB – Amazon

Esse é o segundo melhor aparelho que você pode obtar para ler seus livros virtuais, levando em consideração o preço. Ele é fabricado também pela Amazon, mas é uma versão um mais simples, que custa em torno de R$500,00.

Além disso, ele funciona com o mesmo sistema de armazenamento do que o modelo citado acima e conta com uma série de benefícios.

O modelo possui excelente economia de bateria, além de ter um display que também evita reflexos.

Outrossim, ele também é à prova d’água, o que é bom para você poder ler onde quiser sem se preocupar se acontecer uma acidente.

Ademais, com isso, esse modelo também é muito bom para oferecer uma leitura ao ar livre, inclusive com a luz do sol de fundo.

Além disso, as principais características dele são:

  • Peso de 161 gramas;
  • Tela antirreflexo de 6”;
  • 4 GB de armazenamento;
  • Conexões USB e WI-FI
  • Lê formatos MOBI, TXT, DOC, DOCX, PDF E HTML

Lev Neo – Saraiva

A Saraiva também é uma fabricante de kindle e esse modelo está entre os melhores do mercado.

Ele também possui iluminação embutida, e tem a tecnologia chamada e-ink, que faz com que a tele seja muito parecida com um papel.

Além disso, o display é de 6 polegadas e traz conexão WI-FI para proporcionar o download dos títulos.

A bateria também tem excelente duração, chegando a durar semanas sem precisar de recarga, assim como os modelos acima.

Ademais, as características desse modelo são:

  • Peso de 140 gramas;
  • 8GB de armazenamento;
  • Conexão USB e WI-FI;
  • Lê formatos Epub, HTML, TXT, FB2, PDF E DJVU.

Considerações finais

Esse aparelho veio para ficar, levando em conta que muitos livros nem são mais lançados na forma física. Com isso, as empresas estão cada vez mais aperfeiçoando os modelos e oferecendo mais e mais benefícios.

E voltando às perguntas iniciais: Kindle vale a pena? Qual é o melhor aparelho? Sim, depois de todas as características e a forma de funcionamento, é possível afirmar que vale a pena e existem diversos modelos que podem suprir suas necessidades de leitura.

Categorias
Curiosidades

Kindle Unlimited vale a pena? Como funciona?

Quem utiliza um kindle para fazer leitura de livros digitais, uma das opções de loja de livros é a Kindle Unlimited. E aí entra a dúvida se kindle Unlimited vale a pena. Como funciona?

Há outros tipos de assinaturas de livros virtuais, para saber qual é a melhor para você é preciso conhecer um pouco sobre esse universo. Somente assim e possível responder às perguntas se o kindle Unlimited vale a pena? Como funciona?

Kindle

Antes de mais nada, o Kindle é um aparelho desenvolvido, inicialmente, pela Amazon. A empresa é uma grande vendedora de livros, tanto físicos quanto virtuais. Em 2014, para você ter uma ideia, a Amazon foi responsável por 40% da venda de todos os livros do mundo, e 60% dos livros virtuais foi vendida por ela.

Com essa poder de venda, e com o aumento da procura pela tecnologia de livros online, a empresa buscou desenvolver um aparelho que pudesse fazer as vezes de um livro e proporcionar maior conforto e praticidade ao leitor adepto da tecnologia.

Portanto, o Kindle é um leitor de livros virtuais onde você pode armazenar milhares de títulos e escolher os que quiser para ler de qualquer lugar do mundo, a qualquer momento.

Kindle Unlimited vale a pena? Como funciona?

O sistema de assinatura Kindle Unlimited é como se fosse uma estante virtual.

Lá você pode encontrar praticamente todos os livros que foram lançados nesse formato. Isso é um grande avanço para os amantes de leitura, pois não é mais preciso ter estantes enormes para armazenar todo seu acervo de livros.

Com o Kindle Unlimited, tudo fica online, sem chances de algum livro estragar e se perder e você não precisa pagar pela leitura dos livros, de forma individual, paga uma assinatura mensal.

Sem o Kidle Unlimited você também pode ler seus livros, mas vai precisar pagar o preço que cada unidade tiver.

Portanto, vale a pena ter essa assinatura, sim. Por com ela você lê quantos títulos quiser, pagando sempre o mesmo valor.

Assinatura

O funcionamento desse sistema funciona da seguinte forma. Você precisa fazer uma conta Unlimited, onde existe o plano mensal.

Esse plano mensal cobra um valor fixo de aproximadamente R$19,90 e, com esse valor, você consegue acesso ilimitado a todos os livros virtuais disponíveis no catálogo.

Acesso

Como dito anteriormente, você possui acesso a todos os títulos disponíveis na plataforma, a partir do momento que assina o Kindle Unlimited.

No entanto, é preciso saber que o sistema pode adicionar ou remover títulos durante o período da sua assinatura, sem consulta prévia.

Além disso, por mais que você tenha acesso a todos os livros que estiverem disponíveis no catálogo, há uma quantidade limite de leitura por vez.

Ou seja, isso quer dizer que você não pode ter 50 títulos selecionados ao mesmo tempo.

Para você selecionar os livros que desejam ler, precisa respeitar a quantidade máxima de 10 títulos por vez.

Ademais, conforme você for terminando a leitura e removendo de sua lista de leitura, outro podem ir sendo selecionados.

Kindle Unlimited vale a pena Como funciona

Como saber o que está incluído

Apesar de, para muitas pessoas, o programa Kindle Unlimited valer a pena, você precisa fazer essa análise de forma individual.

O seu gosto de leitura pode influenciar essa resposta, pois não são absolutamente todos os títulos que estão incluídos no sistema de assinatura.

Se você lê diversos livros, de vários tipos e classificações, então para você realmente e muito vantajoso ser um assinante.

No entanto, se é fã somente de alguns autores ou gosta muito de ler séries específicas de livros, então é preciso verificar a disponibilidade desses títulos antes de assinar.

Dessa forma é possível que você balance se vale a pena ou não ser um assinante ou se, mesmo com o programa você ainda vai precisar comprar muitos livros dos quais gosta de ler, e que não estejam incluídos na plataforma assinada.

Teste grátis

Uma forma que a Amazon criou para que você possa testar os serviços do Kindle Unlimited sem precisar assinar, é o período de teste.

A plataforma oferece 30 dias gratuitos para que você possa testar e acessar os diversos eBooks disponíveis na plataforma.

Isso é sensacional para que você descubra se o seu gosto por leitura é compatível com os títulos que esse programa oferece.

Assim, depois de expirado o prazo de teste, você pode decidir se assina ou não.

Os melhores títulos disponíveis no Kindle Unlimited

O programa contém títulos de grande sucesso e repercussão, e essa lista contém livros que podem agradar uma diversidade de leitores.

  • O peso do pássaro morto – Aline Bei;
  • As peças infernais – Cassandra Clare;
  • Um caso perdido – Colleen Hoover;
  • Um tom mais escuro de magia – V. E. Schwab;
  • Escolha dos mortos – Karine Vidal;
  • Minha versão de você – Christina Lauren;
  • O clube de leitura de Jane Austen – Karen Joy Fowler;
  • O sorriso da Hiena – Gustavo Ávila;
  • O fundo é apenas o começo – Neal Shusterman;
  • Estilhaça-me – Tahereh Mafi.

O programa também conta com clássicos da literatura brasileira e clássicos que são sucesso no mundo todo.

Livros como Jane Eyre, Dom casmurro, Orgulho e Preconceito, O morro dos ventos uivantes e muito outros, também podem ser encontrados com facilidade nesse sistema de assinatura.

Considerações finais

Com todas essas funcionalidades e muitas outras, como filtro de pesquisa e listas personalizadas de leitura, o Kindle Unlimited é uma das opções mais diversificadas para os amantes de livros.

Além disso, o programa conta com grande facilidade no cancelamento da assinatura. O que transmite maior segurança no momento de assinar, pois, caso você se arrepender, basta cancelar.

A assinatura é renovada a cada mês, de forma que se você cancelar, o serviço é suspenso imediatamente e o valor do próximo mês não será cobrado.

Dessa forma, o Kindle Unlimited é muito vantajoso e oferece uma série de possibilidades e universos diferentes a você.

Agora, você lembra das perguntas feitas lá no início? Kindle Unlimited vale a pena? Como funciona? Bom, a resposta para todas elas você já sabe, basta decidir se é o ideal para você e aproveitar ao máximo seus momentos de leitura!

Categorias
Curiosidades

Como ler mais rápido? 8 super dicas

Quem gosta de ler ou trabalha com alguma atividade que envolva muita leitura, precisa otimizar o tempo. Para isso, saber como ler mais rápido pode auxiliar muito.

Além disso, descobrir formas de como ler mais rápido pode fazer com que você goste cada vez mais de leitura e consiga desenvolver ainda mais essa atividade que demanda prática.

Aprenda como ler mais rápido

Quando você aprende táticas que possibilitam realizar uma leitura mais dinâmica, percebe que se torna muito mais fácil ler e entender o que o conteúdo está dizendo.

O número que páginas que uma pessoa lê por minuto pode variar de caso a caso, mas esse número pode ser cada vez maior e com qualidade. Para isso, existem técnicas que podem auxiliar e fazer toda a diferença.

1. Leia com concentração máxima

Antes de começar a leitura, se certifique que não há nenhum tipo de distração que possa interferir o processo.

Cada vez que você se distrai, o raciocínio que acompanha o que está sendo lendo, é cortado. E para que seja retomada, geralmente você precisa voltar algumas linhas.

Isso toma tempo e faz com que sua leitura não renda. Por isso, concentração é uma das dicas principais que você precisa sempre levar em consideração.

E para conseguir isso, algumas possíveis distrações podem ser evitadas, como:

  • Desligue a TV;
  • Coloque o celular no modo silencioso;
  • Evite músicas.

Esse último ponto é muito pessoal, pois há pessoas que gostam de ler ouvindo música e conseguem manter a concentração melhor dessa maneira.

Então para manter a concentração no nível máximo, você precisa se conhecer e saber o que pode tirar sua atenção da leitura.

2. Agrupe as palavras

Depois de se certificar que sua atenção está totalmente voltada à leitura, uma forma de como ler mais rápido é ler através de grupos de palavras.

Se você visualizar as palavras uma a uma, vai demorar mais para concluir sua leitura.

Portanto, a dica é que você vá aumentando o grupo de palavras que lê de cada vez.

Esse aumento pode ser aos poucos, o que vai facilitar a sua adaptação.

Para isso, o foco é aumentar o campo de visão e passar os olhos em um grupo de termos, ao invés de focar somente em uma palavra.

Dessa forma, é possível assimilar maior número de informações em uma quantidade menor de tempo. E o bom é que isso não interfere na qualidade da leitura, pois você vai aumentar seu campo de visão aos poucos, sempre respeitando sua evolução.

Como ler mais rápido

3. Faça uma leitura silenciosa

Muitas pessoas possuem o hábito de ler em voz alta. Mas a pronúncia das palavras faz com que você leia mais devagar e leve mais tempo para concluir.

Portanto, outra dica importante é fazer sempre uma leitura silenciosa.

E não adianta ler em voz baixa, o ideal mesmo é que você não pronuncie as palavras. Com o tempo, vai ver que dessa forma é muito mais prático e rápido.

4. Pratique

Se você quer saber como ler mais rápido para ler conteúdos que são de trabalho ou estudo, uma dica importante é treinar com leituras agradáveis e com assuntos que você goste.

Ou seja, quando você tiver um tempo livre, pegue algo para ler que seja um assunto que você tenha afinidade. Com isso, pode aplicar as dicas e ver a evolução com mais clareza.

Além disso, se você quer saber como ler mais rápido para ocasiões de lazer, aí mesmo que sua evolução será mais rápida.

Pois nesse caso, será muito mais fácil para aplicar as dicas e notar como está sendo a melhora no ritmo de leitura.

5. Cronometre o tempo

Quando você tem noção do tempo que está gastando para ler determinado conteúdo, consegue ter um parâmetro de comparação.

Essa dica é essencial para que você saiba se as técnicas utilizadas estão dando resultado.

Se notar que ainda não alcançou o ritmo que deseja, treine mais e não desista, pois leitura é uma questão de prática.

Ademais, quando você está cronometrando o tempo para fazer alguma coisa, seu empenho e concentração podem ser maiores.

Isso acontece porque você sabe que quando terminar vai poder saber o resultado que teve. E como a intenção é ter resultados cada vez melhores, vai acabar tendo mais foco e determinação.

Essa dica pode ser encarada, até mesmo, como uma forma de auto motivar. É como se você mesmo estivesse se cobrando.

6. Adote uma postura adequada

Mais uma dica importante de como ler mais rápido é o cuidado com a postura.

Assim como qualquer outra atividade, se você estiver confortável e com uma postura adequada, a atividade de leitura será mais eficiente.

Se você estiver mal acomodado, logo começará a ter distrações por dores ou trocas de postura.

Portanto, procurar o melhor jeito de sentar é uma dica muito essencial.

7. Valorize a pré-leitura

Independentemente do assunto que você vai ler, sempre vão ter tópicos, subtítulos, figuras ou termos em destaque.

Você pode passar os olhos ao longo do conteúdo antes de ir e focar nesses pontos mencionados acima.

Dessa forma, o cérebro vai começar a captar o sentido daquele conteúdo e você já vai se familiarizando com o assunto.

Essa dica faz com que você evite surpresas e comece uma leitura sem saber o que esperar.

8. Leitura dinâmica

Essa dica não serve para todas as ocasiões, justamente por isso ficou para o final.

A chamada leitura dinâmica consiste em você se atentar a ler apenas o aspecto geral, sem prestar atenção nos detalhes da leitura.

Além disso, nessa técnica você lê as partes mais importantes, prestando atenção nas primeiras e nas últimas palavras de cada parágrafo.

Ademais, prestar atenção em listas e palavras destacadas como negrito, também fazem parte da técnica.

No entanto, essa dica só é válida para os casos em que você precisa ler conteúdos muito densos, e que você sabe que nem todas as informações vão ser úteis para o que você precisa.

Portanto, identifique o tipo de leitura e só aplique essa dica se for adequado.

Considerações finais

Se você utilizar as dicas que foram mencionas e for persistente para treinar como ler mais rápido, com certeza o tempo de leitura irá melhorar cada vez mais e você vai ter mais eficiência e otimização do tempo gasto.

 

Categorias
Literatura e Ficção

Os 6 melhores livros de Virginia Woolf

Nascida no ano de 1882, na Inglaterra, Virginia Woolf foi uma grande escritora que abordou diversos temas em sua literatura, desde o cotidiano, até neurose e guerra, além de realizar críticas às políticas machistas e sexistas da Europa. Assim, você precisa conhecer os melhores livros de Virgínia Woolf!

Melhores livros de Virgínia Woolf para você ler o quanto antes

1- Um Teto Todo Seu, por Virginia Woolf

Esse livro é baseado nas palestras que a autora proferia em universidades inglesas que eram exclusivas para mulheres.

O tema do livro é mulheres na literatura e é considerada como a grande obra de não ficção de Virginia.

Além disso, o livro conta com importante crítica social de forma muito bem escrita e de maneira muito clara, narrando como as mulheres não tinham espaço no ramo editorial, pois não eram levadas a sério.

Junto com essa ideia a autora traz o balanço de que as mulheres não eram levadas a sério mas eram usadas como carro chefe de muitos livros românticos de autores homens, livros que não eram condizentes com a realidade feminina.

Dessa forma, a autora traz reflexões muito importante e, infelizmente, ainda muito contemporâneas, sendo uma leitura obrigatória e muito elucidativa de diversos tempos importantes.

2- Mrs. Dalloway, por Virginia Woolf

Esse livro retrata um romance protagonizado pela personagem Clarissa Dalloway. A história ocorre em apenas um único dia, um dia de junho de 1920, em Londres, enquanto Dalloway prepara uma festa para a noite.

Esse livro é o mais conceituado e famoso que a autora escreveu, pois ele possui uma maneira nova de escrita, que mistura flashbacks e alterna com reflexões mentais de Dalloway.

Além disso, o estilo do livro mistura com filosofia e psicologia.

Esse livro não é classificado de forma simples e é considerado um grande precursor para alguns dos maiores livros literários existentes no século XX.

Assim, essa obra é um romance que você não pode perder.

3- Orlando, por Virginia Woolf

Esse livro possui o personagem principal chamado Orlando, que acorda em um corpo feminino enquanto realizava uma viagem à Turquia.

O personagem é imortal, o que faz com que vivencie mais de três séculos, permitindo que ultrapasse uma série de fronteiras emocionais e físicas e conheça gerações.

Além de ser imortal, Orlando ultrapassa os gêneros masculino e feminino. E toda sua história é contata com sensibilidade e inteligência.

Ademais, a obra foi publicada pela primeira vez no ano de 1928, e até os dias de hoje é uma das obras mais utilizadas e fecundas acerca de debates e discussões sobre a sexualidade humana.

O personagem passa por inúmeros embates que envolvem debates filosóficos no século XVIII, armas brancas e maternidade. E a autora faz o enredo com prosa luminosa.

Esse livro é considerado como uma das maiores declarações de amor que a literatura ocidental possui.

Melhores livros de Virginia Woolf

4- Profissões para Mulheres e Outros Artigos Feministas, por Virginia Woolf

Essa obra reúne sete ensaios da autora onde há o questionamento da visão tradicional da mulher como anjo do lar.

A autora expõe as questões e dificuldades que as mulheres possuíam de serem inseridas no mundo intelectual e profissional, e infelizmente, ainda possuem. O que faz ser uma leitura obrigatória, ainda mais por conta da contemporaneidade.

Porém, tudo era mais acentuado no tempo em que o livro foi escrito e publicado, de forma que o papel e a posição das mulheres estavam em constante mudança.

Com esse livro e com toda a obra da autora é possível constatar que Virginia estava muito à frente do seu tempo.

A autora trazia obras inovadoras à literatura inglesa durante toda sua vida, de 1882 até 1941, sendo considerada uma precursora dentro do feminismo contemporâneo.

As ideias da autora nesse livro e em geral, ajudam a basear ideais feministas até os dias de hoje, tão forte e importantes eram seus pensamentos e ilustrações explanadas em artigos e romances publicados em seu trabalho.

5- Ao Farol, por Virginia Woolf

Essa obra pode ser considerada como o ápice literário da autora, sendo um dos melhores livros de Virgínia Woolf.

O livro conta a história de uma mulher serena e maternal e um renomado filósofo, além de seus filhos.

Os personagens estão passando um verão em uma Ilha na Escócia, onde um dos filhos deseja um passeio ao final da ilha.

A partir dessa cena, a autora escreve um dos romances com maior influência do século XX, sendo publicado em 1927, em um momento em que já havia uma crítica consolidada e respeitada em torno de sua obra.

O livro é multifacetado, pois de uma visão retrata a vida de uma família inglesa de uma época, com ameaças de tensões familiares e guerra, mas por outro lado retrata de forma delicada e reflexiva a inevitável passagem do tempo e chegada da morte.

O livro, assim como a obra da autora, é considerado como um registro escrito extraordinário por ser rico em criatividade e autenticidade, com sentimentos e vivências da época, que possui influência até os dias atuais.

6- As Mulheres Devem Chorar… Ou se Unir Contra a Guerra: Patriarcado e Militarismo, por Virginia Woolf

Mais uma vez tratando de um tema de grande relevância e muito contemporâneo, esse livro é uma coletânea de textos onde a autora traz abordagens acerca da relação entre masculinismo e militarismo, bem como entre patriarcado e ditadura.

A coletânea traz o nome de dois livros da autora, no primeiro o nome dado foi As Mulheres Devem Chorar. Depois, em outra publicação a autoria nomeou acrescentando mais uma parte, ficando, assim, o título dacoletânea.

Vários textos são elencados nesse livro, como:

  • Profissões para mulheres;
  • Três Guinéus;
  • Pensamentos sobre paz durante um ataque aéreo.

Esses textos foram separadamente e originalmente publicados em 1931, 1938 e 1940. E é em volta desses temas que a autora aborda as dificuldades e questões que as mulheres passam e ainda passam.

Ademais, o último texto utilizado na coletânea foi publicado meses antes da morte da autora, durante o período Segunda Guerra.

O que traz ainda maior valor histórico e literário ao livro, sendo uma indicação de leitura muito rica e não é por menos que está entre os melhores livros de Virgínia Woolf.

Categorias
Literatura e Ficção

Os 6 melhores livros de Hilda Hilst

Hilda Hilst é uma das escritoras de maior importância do século XX dentro da língua portuguesa, conforme elenca a crítica especialista. Sendo assim, se você gosta de literatura, precisa conhecer os melhores livros de Hilda Hilst!

1- Da Poesia

Esse livro é uma reunião de toda a obra de produção poética da autora.

O trabalho que era dividido em mais de 20 obras, está grupada nesse livro onde você pode conhecer as poesias da autora sem ter que trocar de livro e passar para o próximo.

Da Poesia é reflexo da grande atividade que a autoria tinha com a poesia. Apesar de ter grande atividade literária como em livros de ficção e até mesmo em peças teatrais, a autora iniciou e finalizou a carreira na poesia.

Além de reunir a obra de mais de 20 títulos, esse livro também traz uma parte inédita, que não existe na obra da autora nas publicações anteriores.

O estilo de poesia de Hilda explora a solidão, o amor, a loucura, o misticismo e o amor erótico. Tudo isso narrado em forma de balada, sonetos, cantigas e poemas feitos em versos livres.

Na poesia, a autora é muito reconhecida por unir e misturar o profano e o sagrado, tendo firmado lugar na literatura brasileira como uma figura de grande transgressão.

2- A Obcena Senhora D

Essa obra é considerada, inclusive pelo Instituto Hilda Hilst, a maior obra da autora. O livro está dentro das obras de dramaturgia lançadas pela autora e acontece em volta do luto, com boas camadas de poesia e folosofia.

A Senhora D, chamada de Hillé, com sessenta anos de idade, percebe que se encontra totalmente sozinha após a morte de seu marido.

Quando percebe isso, a personagem decide experimentar o isolamento profundo, vivendo intensamente o fluxo de consciência, onde percebe estar envolta e lembranças do passado e questionamentos sobre o verdadeiro sentido da vida.

Esse livro foi lançado originalmente no ano de 1982 e é considerada como uma das obras de maior transgressão da autora.  Além disso, a obra também uma das mais cultuadas escritas por Hilda.

3- Pornô Chic

Esse livro é uma edição ilustrada que conta com os 4 títulos considerados obscenos da autora.

Depois de completar 40 anos de carreira e 60 de idade, a autora estava insatisfeita com a forma de publicação de suas obras, que sempre foi feita em pequenas tiragens.

Além disso, também estava insatisfeita com a repercussão restrita e com o silêncio da crítica, por isso resolveu escrever a trilogia que é formada por:

  • Cartas de um sedutor;
  • O caderno rosa de Lori Lamby;
  • Contos D’escárnio – Textos Grotescos;
  • Bufólicas.

Sendo assim, Pornô Chic é a reunião desses quatros livros. O conteúdo contém abordagem muito contemporânea e a autoria descreveu sua experiência nessa escrita como radical e divertida.

Nesse livro você encontra humor, referências a grandes e célebres autores, críticas à sociedade e diversos tipo de práticas sexuais.

Assim, ao ler esse livro o leitor descobre que Hilda podia muito bem ser irônica, divertida e com grande tom de deboche, mas tudo isso sem deixar de lado o refinamento típico da autora.

Dessa forma, esse é um dos melhores livros de Hilda Hilst que você precisa conhecer e descobrir para ler a obra da autora.

Melhores livros de Hilda Hilst

4- Da Morte. Odes Mínimas

A autoria possui um assunto que e muito recorrente em suas obras, que é a morte. Esse tema aparece em diversos trabalhos, incluído esse livro.

A obra contém 50 poemas onde é desenvolvida uma conversa bastante íntima com a morte, o que faz com que acabe parecendo menos como inimiga.

No livro, Hilda trata a morte como um acontecimento que é bem-vindo, principalmente porque é inevitável. Com isso, a autora não trata o assunto como sendo um tema superiores e inacessível, o que pode ser tranquilizador.

Ademais, diferentemente do que o tema logo sugere quando alguém começa a falar nele, a autora não faz a abordagem com tom fúnebre ou lacriminoso. Isso faz com que o assunto se torne íntimo, gerando repulsa e fascínio ao mesmo tempo.

Conversando com a morte e chamando de vários nomes, Hilda trata o tema, nessa obra, como uma companheira que espera sua hora, à espreita da vida. O que faz ser um livro muito interessante e marcante.

5- Cascos e Carícias e Outras Crônicas

Nessa obra a autora reúne as crônicas que foram publicadas entre 1992 e 1995 quando trabalho enviando crônicas para o jornal Correio Popular de Campinas.

Além disso, o livro contém dois textos inéditos que nunca foram publicados antes desse título e que foram encomenda da revista Playboy.

Outrossim, a leitura desse livro é bem divertida e muito inteligente, o que é um grande atrativo para quem procuro um livro para distração.

Ademais, a autora trata das mazelas do Brasil de forma particular e irreverente.

Assim como era seu estilo, a autora trata as questões literárias mais profundas com jeito leve, dizendo o mínimo.

A obra, além disso, trata de questões do cotidiano que podem ser bastante divertidas, com relações familiares detalhadas e muitas vezes com um olhar mais angustiado com as grandes questões.

6- Fico Besta Quando me Entendem. Entrevistas com Hilda Hilst

Esse livro oferece ao leitor entrar em contato com a persona que foi criada e construída pela autora, através de entrevistas acerca de temas que eram muito caros a Hilda, como o pai, a literatura, a morte e o refúgio na Casa do Sol.

Além disso, críticos afirmam que as entrevistas que a autora forneceu ao longo da vida e da carreira também podem ser consideradas como um gênero do seu trabalho escrito, o que é magnífico e muito rico.

Dessa forma, você pode passar a conhecer a autora de forma mais profundo e descobrir o olhar que ela possuía sobre uma série de coisas, de forma mais direta e explícita.

Com isso, junto com os outros livros aqui trazidos, esse é mais um dos melhores livros de Hilda Hilst e outro que não pode ficar de fora de sua estante.

Categorias
Literatura e Ficção

Os 8 melhores livros do Gabriel Garcia Márquez

Escritor colombiano nascido no ano de 1927, Gabriel Garcia Márquez é um dos escritores mais importantes do século XX. O autor possui diversas obras que você precisa ler. Por isso, conheça os melhores livros do Gabriel Garcia Márquez!

Conheça os 8 melhores livros do Gabriel Garcia Márquez

1- Os Funerais da Mamãe Grande, por Gabriel Garcia Márquez

Essa obra possui vários contos e um deles retrata a história de um artesão e resolve construir uma gaiola. De forma rápida, se espalho no povoado que ele está construindo a mais bela gaiola do mundo.

Além disso, o oitavo e último conta narra o enterro da Mamãe Grande, que era uma mulher de grande poder, donas de terras, cidades e fontes de água

Esse livro é uma das primeiras obras criadas pelo autor e nos contos Gabrial referencia de forma sentimental sua cidade natal, sem deixar de incluir um olhar crítico acerca de diversos temas da cidade como pobreza da terra e a sofrida realidade da sociedade.

2- A Revoada (O Enterro do Diabo), por Gabriel Garcia Márquez

Essa é a obra que estreou o autor. O livro se passa em uma cidade imaginária chamada Macondo, que é inspirada na cidade onde Gabriel cresceu.

O livro é um romance muito recomendado e de fácil leitura e o nome secundário se dá pois a história trata de um médico de hábitos estranhos que chegou na cidade e acabou sendo marginalizado a ponto de ser conhecido como o próprio diabo.

Ao morrer, no velório somente aparecem três pessoas.

O livro é a estreia também da cidade Macondo, que depois na obra Cem Anos de Solidão, se torna um célere sucesso.

O livro é escrito por Gabriel que recebeu o prêmio Nobel de Literatura, o que já traduz, por si só, a grandeza e magnitude do livro e de toda sua obra.

3- Cem Anos de solidão, por Gabriel Garcia Márquez

Conforme mencionado acima, Cem Anos de Solidão se passa na cidade ou povoado fictício de Macondo.

O livro é a obra mais famosa do autor, tendo sido traduzida para 46 idiomas e com número de vendas estimado de 50 milhões de exemplares.

A obra possui o gênero realismo mágico e é considerada como uma das mais importantes e reconhecidas obras da literatura de língua espanhola.

Ademais, a publicação ocorreu no ano de 1967 e o sucesso do livro foi imediato, fazendo com o que o autor passasse a ter grande reconhecimento internacional.

O livro acontece em volta da saga da família Buendía ao longo de várias gerações, desde o casal que fundou a Macondo.

Ademais, uma grande notícia para os adoradores do autor e para os amantes de boas histórias, o livro teve os direitos comprados pela Netflix no ano de 2019. O serviço de streaming fez o anúncio de que o romance vai se tornar uma série.

Essa notícia faz total sentido e completa ainda mais a obra do autor, pois Gabriel também teve carreira na indústria cinematográfica, onde criou adaptações e roteiros, bem como escrevia críticas.

Melhores livros de Gabriel Garcia Márquez

4- Um Amor nos Tempos do Cólera, por Gabriel Garcia Márquez

O livro retrata um amor à distância que tem duração de mais de 50 anos.

O personagem Florentino Ariza segue amando Firmina Daza, a qual se casou e criou uma família com seu pretendente ideal, Juvenal Urbino, um médico.

No entanto, depois de 50 anos de casamentos entre Juvenal e Firmina, ele morre. Com isso, Florentino reaparece na vida da viúva e passa a conquistar o coração da sempre amada.

O enredo da história teve como inspiração e ponto de partida a história de amor dos pais do autor.

Os pais de Gabriel encontraram grande oposição da família, ao ponto da mãe de Gabriel ter sido enviada para morar no exterior.

Com ajudo dos amigos, o pai do autor criou uma espécie de rede de comunicação para que ele mantivesse contato com sua amada.

Assim, o livro se torna ainda mais interessante e uma leitura que é muito recomendada.

5- Crônica de Uma Morte Anunciada, por Gabriel Garcia Márquez

Por mais que o título do livro já revele bastante sobre o final da história, isso não desestimula o leitor de começar e terminar a história em pouco tempo.

Pelo contrário, o livro costuma ser terminado em poucas horas de tão bom e interessante que o enredo é.

Além disso, o relato que o autor faz na obra é bem realista e possui aspectos de reportagem de jornal, como testemunhas e depoimentos que fazem com que haja uma tentativa de reconstruir os fatos que levaram ao crime contra o personagem Santiago Nasar, que teve vingança como motivação.

6- O outono do Patriarca, por Gabriel Garcia Márquez

Esse livro foi a obra mais vendida no ano de 1975 na Espanha, sendo um das melhores livros do Gabriel Garcia Márquez. A publicação acontece após o grande sucesso do livro Cem Anos de Solidão.

O enredo acontece em volta de um ditador velho que comenda um país fictício no Caribe já há muitos anos.

Por mais que o livro seja um romance fictício, o livro possui âncora na realidade da história ditatorial que ocorreu em alguns países da América Latina durante o século XX.

7- Viver para Contar, por Gabriel Garcia Márquez

Diferentemente dos livros referidos acima, essa obra é feita por memórias do autor e de outras pessoas.

O livro volta ao tempo em que o autor não era nascido e é possível conhecer toda a vida do autor, desde a infância até a concretização de seu nome como um escritor renomado.

Além disso, essa obra é de grande importância para quem deseja conhecer e descobrir como era o autor e quais eram suas influências na formação como escritor.

8- Memórias de Minhas Putas Tristes, por Gabriel Garcia Márquez

O personagem protagonista desse livro tem 90 anos e o nome nunca é revelado. O personagem escreveu crônicas e resenhas musicais para um jornal pequeno durante a vida toda. Além disso, dava aula de gramática.

A história que narra a vida do personagem tem destaque para as aventuras sexuais que ele viveu ao longo de sua vida. E, no aniversário de 90 anos, o personagem se dá um presente bastante diferente e um grande acontecimento acomete sua vida.

Assim, livro é uma ótima história e de grande sucesso do autor, sendo um dos melhores livros do Gabriel Garcia Marquez.

Categorias
Literatura e Ficção

Os 10 melhores livros de William Shakespeare

Autor de mais de 154 sonetos e 38 peças, William Shakespeare foi um dramaturgo e poeta inglês. Por isso, seus livros são vendidos no mundo todo até hoje e existem inúmeras recomendações. Conheça alguns dos melhores livros de William Shakespeare!

10 melhores livros de William Shakespeare

1. Romeu e Julieta, por William Shakespeare

Esse livro é considerado um enorme clássico em todo o mundo. O livro retrata uma história trágica que um casal de amantes que foram separados pois suas famílias eram rivais.

Esse livro possui adaptação em prosa e conta com diversas edições e traduções.

Ademais, é o texto que já recebeu mais encenações no teatro a nível mundial. Ou seja, com certeza é um dos clássicos que você não pode perder.

2. Macbetch, por William Shakespeare

Esse é mais um grande clássico do autor, mas dessa vez a história se passa acerca de um general do exército, cujo nome dá título ao livro, e que possui grande apreciação do rei.

O personagem principal encontra três bruxas que realizam alguns vaticínios, mas que o deixa confuso e sem entender.

Após, ele relata o acontecido à mulher, a personagem Lady Macbeth. Essa personagem é uma vilã de grande reconhecimento na literatura.

Lady Mabeth possui grande poder sobre o marido e conta com grandes ambições. O livro retrata tragédias e reviravoltas na corte após a vilã convencer o marido a realizar algumas ações, que são consideradas como traição ao rei.

3. O sonho de uma noite de verão, de William Shakespeare

Nessa obra o autor retrata quatro jovens enamorados que se encontram e desencontram em um bosque, em uma noite de verão. O livro retrata amores e paixões entre os personagens que muitas vezes não são correspondidas, pois cada personagem ama e é amado por personagens diferentes do que gostaria.

Esse livro também é um clássico e dessa vez não é trágico, pois é uma história engraçada com movimentos, ações, casamentos e paixões.

O livro conta com 107 páginas e ossui tradução para diversas línguas, sendo publicado diversas vezes pelo mundo.

4. Sonetos, por William Shakespeare

Essa obra traz 154 sonetos escritos pelo autor e que foram publicados em 1609.

Os sonetos desse livro são considerados atemporais e universais, tratando de temas como beleza, amor, inquietações políticas e ciúmes.

O livro é considerado um ápice da lírica da língua inglesa.

5. A tragédia de Otelo: O mouro de Veneza, por William Shakespeare

O autor retrata o relacionamento trágico que existe entre Otelo e Desdêmona, o qual é considerado como desastroso.

Interessante que os nomes dos personagens dizem muito sobre suas características, pois Otelo quer dizer riqueza e opulência, no dicionário grego. Ademais, Desdêmona quer dizer desafortunada.

Além disso, o paralelo criado acerca dos nomes e da história é evidente e muito bem estruturado pelo autor.

melhores livros de William Shakespeare

6. Hamlet, por William Shakespeare

Hamlet é um livro que retrata a história de um príncipe jovem que se reúne com o fantasma de seu pai, e que afirma que o próprio irmão o assassinou. O irmão se casou com a viúva.

Além disso, na historia o príncipe ria um plano para tentar comprovar a veracidade da acusação.

O livro é uma tragédia de grande apreciação pelo mundo todo e é considerado como um dos momentos mais altos da capacidade de criação que o autor possuía.

Ademais, o livro é muito contemporâneo e eletrizante, sendo uma leitura obrigatória para diversas situações educacionais, como o vestibular da UFRGS.

Essa obra foi escrita em 320 páginas e conta com diversas traduções e publicações, sendo um dos melhores livros de William Shakespeare e muito utilizado por centenas de anos, até hoje.

7. A Tempestade, por William Shakespeare

Esse livro é uma história de amor, vingança, conspirações e traições de cunho político.

Os personagens do livro se movimentam em uma ilha que é habitada por príncipes, magos e espíritos, o que caracteriza uma interessante estranheza.

Ademais, esse livro é considerado uma das grandes obras do autor, assim como os demais livros citados até aqui.

O que, por sinal, é o que se espera de obras do autor, pois a grande maioria é muito aclamada e utilizada pelo mundo todo.

8. O Mercador de Veneza, por William Shakespeare

Esse livro conta o choque entre culturas diferentes, o que é um tema que é vívido e presente tanto nos tempos da Inglaterra do século XVI, quanto nos tempos de hoje.

A obra foi escrita aproximadamente em 1596 e é considerada como uma comédia. Além disso, o livro conta com elementos que são muito comuns no romantismo.

Ademais, a obra é uma das mais populares que o autor possui e é muito debatida desde sua primeira publicação.

O livro conta com adaptações para peças e filmes que rodam o mundo todo, o que torna o livro ainda mais apreciado e querido entre o publico.

A obra possui 136 páginas, o que faz com que o livro não seja o mais longo escrito pelo autor.

9. Henrique V, por William Shakespeare

Um dos melhores livros de William Shakespeare, Henrique V foi escrito como a representação de um dos monarcas ingleses mais importantes, que governou de 1413 a 1422. Ele foi o responsável ela pacificação interna na Inglaterra e conseguiu consolidar a autoridade monárquica de uma vez por todas.

Esse livro é uma das peças mais históricas do autor e conta com mais de 400 anos, sendo considerado um texto multifacetado e genial, o que faz com que seja atemporal e faça sucesso até os dias atuais.

O livro oferece luz acerca da natureza da política e da guerra, da manipulação das massas e do discurso populista.

É uma obra também já editada e traduzidas para diversas línguas, pois conta com linguagem que é muito utilizada mundialmente.

Além disso, o livro conta com 168 páginas e é uma leitura obrigatória para os amantes de literatura e para os admiradores do trabalho de um dos autores mais conhecido e aclamados da história do mundo.

10. A megera domada, por William Shakespeare

A Megera Domada conta a história de Petruchio e a indomável Catarina. O livro é uma peça que foi adaptada de uma comédia de autor desconhecido.

Há críticos que dizem que nesse livro o autor teve colaboração, mas não há confirmação.

Assim, junto com os anteriores, a obra e um dos melhores livros de William Shakespeare e que você não pode perder de conhecer!

Categorias
Literatura e Ficção

8 melhores livros de Machado de Assis

Muito se fala sobre Machado de Assis, mas poucos conhecem de fato esse que é o maior ficcionista do Brasil. A seguir, você confere uma introdução ao autor e é apresentado a uma lista com suas obras mais notáveis. Conheça os melhores livros de Machado de Assis!

Quem foi Machado de Assis?

Joaquim Maria Machado de Assis, muitas vezes conhecido por seu sobrenome Machado de Assis, foi um pioneiro brasileiro romancista, poeta, dramaturgo e contista. Nascido em 21 de junho de 1839, é amplamente considerado o maior escritor da literatura brasileira.

Em 1897, fundou e tornou-se o primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras. Ele era multilíngue, tendo aprendido francês, inglês, alemão e grego posteriormente. Sem dúvida, as obras de Machado tiveram grande influência nas escolas literárias brasileiras do final do século XIX e início do século XX.

Em 1941, a Academia Brasileira de Letras fundou em sua homenagem o Prêmio Machado de Assis, o prêmio literário de maior prestígio do país. Por sua inovação e audácia em temas iniciais, Assis é frequentemente visto como um escritor de produção sem precedentes, sendo conhecido por sua ironia e amplo vocabulário.

Entre suas obras mais famosas estão Dom Casmurro (1899), Memórias Póstumas de Brás Cubas e Quincas Borba. Além disso, Machado de Assis também foi incluído na lista do crítico literário americano Harold Bloom dos 100 maiores gênios da literatura.

Melhores livros de Machado de Assis

A maioria dos países tem um escritor como Machado de Assis: a eminência barbada cujo rosto adorna selos postais e cujo nome dignifica avenidas, e cujas obras completas ficam, imperturbáveis, nas estantes dos avós. Como ninguém pode se formar no ensino médio sem fingir ter conhecimento de seu trabalho, muitas pessoas o leram muito jovens.

Joaquim Maria Machado de Assis, cavaleiro da Ordem Imperial da Rosa, fundador da Academia Brasileira de Letras, é embaixador do Brasil na sociedade internacional de escritores oficiais.

Machado “tinha meia dúzia de gestos, hábitos e frases de efeito”, escreveu uma das primeiras biógrafa, Lúcia Miguel Pereira, em 1936. O autor evitou a política e era considerado um marido ideal. De fato, Machado de Assis passou seu tempo livre na livrari e, ao fundar a Academia de Letras, trouxe uma estrutura administrativa para a literatura.

Por essa razão, você conhece a seguir os 8 livros obrigatórios do que é considerado o maior autor brasileiro!

Os 8 livros necessários de Machado de Assis

1. Dom Casmurro

Sem dúvida, Dom Casmurro é um dos romances brasileiros mais famosos de todos os tempos. Afinal de contas, o romance conta com o protagonismo mais do que famoso de Capitu e Bentinho, o par central que gera tanta controvérsia na cultura do Brasil.

Isto é, o caso narrativo de maior discussão literária do país, a suposta traição de Capitu. Afinal, Bentinho foi ou não foi traído por Capitu?

2. Memórias Póstumas de Brás Cubas

Com esse, que é um dos melhores livros de Machado de Assis, o autor começou sua fase de maior plenitude como romancista. De fato, o livro não difere da temática dos anteriores, sendo um retrato do cenário carioca de uma burguesia rica repleta de anseios de nobreza.

No entanto, esse é um livro notável mente mais maduro, sensivelmente falando, no qual o autor adquire um apuro técnico e uma precisão linguística incomparáveis.

melhores livros de Machado de Assis

3. Helena

O amor intenso entre Helena e Estácio é reprimido pelas injunções e preconceitos familiares. Sem dúvida, este é um dos melhores livros de Machado de Assis por tratar de um romance que foge completamente dos padrões compreendidos como românticos.

4. Quincas Borba

Se a alienação é uma característica moderna, o livro Quincas Borba de Machado de Assis é um romance para lá de moderno e satírico. A história da obra conta em terceira pessoa sobre como Rubião, personagem do livro, se aliena de sua própria vida, tendo em Quincas Borba, seu amigo, o verdadeiro alienado, uma sombra. Sem dúvida, uma obra que vale a pena ser conhecida .

5. Ressurreição

Essa publicação, originalmente lançado em 1872, foi o primeiro dos romances do autor Machado de Assis. Embora seja pertencente a fase mais romântica do escritor, essa obra é uma ruptura das características da respectiva escola literária.

Afinal de contas, é caracterizada pela ênfase nas descrições da natureza e do ideal nacionalista. A obra narra a história de um médico de 36 anos chamado Félix, que, por sua vez, se apaixona pela irmã de seu amigo, de nome Lívia. O romance, no entanto, é constantemente abalado pelas crises de ciúmes do amante.

6. A Mão e a Luva

A Mão e a Luva foi inicialmente publicado no formato de folhetim, saindo em livro pela primeira vez no ano de 1874. Nessa obra, Machado de Assis apresenta uma de suas mais românticas tramas aos seus leitores. Guiomar, uma moça de infância pobre, posteriormente adotada por sua madrinha rica, deve decidir com qual dos três pretendentes ficar.

A dúvida narrada no livro envolve um permanente conflito entre razão e emoção, no qual o futuro de uma mulher decidida e forte está em jogo. O autor usa das reflexões de Guiomar para construção de um genial perfil pertinente a toda a alta sociedade, na qual ingênuos e sonhadores não encontram espaço. Assim, sendo considerado um dos melhores livros de Machado de Assis de todos os tempos.

7. Histórias da Meia-Noite

De fato, o livro Histórias da Meia-Noite é conhecido por revelar retratos fascinantes que se concentram nas decepções, alegrias, tormentos e sucessos de seus personagens. Um livro indicado para todos os gostos devido aos seus predicados tão únicos quanto abrangentes.

8. Esaú e Jacó

Esaú e Jacó, de Machado de Assis, narra a história de uma dupla de gêmeos da alta burguesia carioca que são separados pelas diferenças e pela inimizade desde a primeira infância. Um deles, chamado Pedro, é um rapaz cauteloso e dissimulado, enquanto seu irmão gêmeo, Paulo, é a sua contraparte impetuosa e arrojada.

O que eles têm em comum? Ambos estão apaixonados pela mesma mulher, a inexplicável Flora. Esse é um dos melhores livros de Machado de Assis, pois não trata apenas de um romance, mas de um retrato do cenário político da época. Afinal de contas, a narrativa é ambientada nas vésperas da Proclamação da República. Assim, o autor, por intermédio das desventuras e dos embates dos irmãos republicanos e monarquistas, pinta o melancólico e hilariante retrato da alma e da política brasileira.